SP: Semana marcada pela luta contra o PL 529/20

Mobilização contra desmonte do Serviço Público é intensa no estado

Esta semana está sendo marcada pela luta dos trabalhadores paulistas contra o Projeto de Lei 529/20, de autoria do governador João Dória. Trata-se de um primeiro passo para a Reforma Administrativa no estado. O PL aumenta a contribuição do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo (Iamspe) e extingue 10 autarquias e fundações, confisca R$1 bilhão da Educação e Fapesp (Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

Na segunda-feira (14/09) ocorreu mais uma reunião da Frente Paulista em Defesa do Serviço Público. A AASPSI Brasil participou representada pela diretora Ângela Aparecida dos Santos. A Frente congrega mais de 70 entidades representativas da categoria em São Paulo.

Durante os debates, falou-se sobre as formas de mobilização contra o Projeto de Lei, as conversas que estão ocorrendo com os deputados estaduais na tentativa de barrar a aprovação do PL e maneiras de denunciar à sociedade os prejuízos que representam à população o desmonte do Serviço Público que vem sendo promovido pelas diversas gestões do PSDB no governo estadual ao longo dos anos.

Nesta quarta-feira (16/09), as entidades e os trabalhadores participaram da recepção dos parlamentares na porta da Assembleia Legislativa, promoveram um buzinaço e carreata na porta da Alesp e organizaram um tuitaço contra o PL e a Reforma Administrativa do governo federal e em defesa do Serviço Público.

Novas reuniões da Frente já estão agendadas para os dias 21 e 28 de setembro. Novas manifestações na Alesp e tuitaços estão previstos para o dia 22 e 29 deste mês.

Foto: Central Sindical Pública

 

Sobre o(a) autor(a) Ana Carolina Rios

Jornalista pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), bacharel e licenciada em letras pela Universidade de São Paulo (USP). Assessora de Comunicação da AASPSI Brasil desde 2012.

Deixe um comentário